Eu e a Colômbia | San Andrés

LEIA ESSE POST

IMG_7098

Eu e a Colômbia | Cartagena

LEIA ESSE POST

IMG_7083

Eu e a Colômbia | Bogotá

LEIA ESSE POST

IMG_2673

FORMATURA UNIG MED XXX: OS SUPER LOOKS

LEIA ESSE POST

IMGL8574 copy
13 de fevereiro de 2015
Salvador por Hector Martins
postado por Paula em Gastronomia Viagem

We are carnaval!

Essa semana começa oficialmente o carnaval no Brasil, nem sei bem se é um ofício pular carnaval, mas para nós brasileiros, é uma festa radiante que paralisa o país e nos possibilita recarregar as baterias para um bom começo de ano.

Assim, nosso querido amigo e (relapso colaborador), foi até Salvador – na Bahia, no pré-carnaval, pra ver o que a baiana tem, bem como trazer dicas preciosas para nós, sobre o que vale a pena conhecer na terra de Iemanjá – rainha do mar, enquanto a folia rola solta nos abadás e camarotes mais concorridos do Brasil.

Salvador não é Paris, mas é uma cidade luz, não que ela seja toda iluminada a noite, contudo refiro-me a luz de seu povo, que insiste em brilhar e contagiar todos que passam por ali. A energia transmitida é recebida sem que percebamos o quanto aquilo nos faz bem. A festa e a alegria são garantidas!

image1

Vamos as dicas então:

Bairro pra se hospedar: sem dúvidas o melhor bairro de Salvador é o Rio Vermelho, é a nossa Lapa, onde tudo acontece e onde a vida noturna pulsa. É neste bairro onde se encontram excelentes restaurantes e redes internacionais de hotel, como Ibis, Mércure, Pestana e Golden Tulip, um do lado do outro. Vale dizer que é um bairro bem próximo da Barra, onde acontece o desfile dos trios elétricos com as divas do Axé – Ivete Sangalo, Margareth Menezes, Cláudia Leite e Daniela Mercury.

IMG_0467

Pôr do Sol, Hotel Pestana, Rio Vermelho.

Para comer: Lá, no Rio Vermelho, você encontra o acarajé mais famoso da cidade – Acarajé da Dinha. Vale experimentar, mas prepare-se para uma fila quilométrica. Jamais ouse falar mal de acarajé para um baiano, eles ficam enfurecidos! Indico de cara a moqueca baiana, com azeite de Dendê da Casa de Tereza – Arte e Gastronomia- confira no vídeo. É de salivar! Sem falar do risoto de frutos do mar da Confraria das Ostras. Pra jantar, temos Os Castros, um restaurante de comida contemporânea impecável.

IMG_0470

Acarajé, Vatapá e Caruru.

Moqueca baiana.

Outras dicas pra comer bem fora deste bairro: Solar – Museu de arte moderna – MAM de salvador – http://bahiamam.org/ Neste local, afora o restaurante Solar, existem ainda dois grandes eventos impecáveis, o por do sol – um dos mais belos que já contemplei, e o Jam no Mam, um show de jazz que ocorre no último final do semana de cada mês – musica de qualidade garantida e preço camarada! Chez Bernard – culinária francesa – http://www.chezbernard.com.br/ É um restaurante caro ($$$), mas a vista e a comida valem cada centavo, confira no site as belas fotos. Soho – culinária japonesa – http://sohorestaurante.com.br/ Também tem um preço salgado, mas a atmosfera do restaurante é sedutora, ele fica situado na marina, e tem uma vista linda para a Bahia de todos os santos. Yemanjá – http://www.restauranteyemanja.com.br/ – vale a visita para apreciar a boa culinária local.

IMG_0472

Jam no Mam – Jazz show.

Noite:

A noite em Salvador é muito diversificada, para todos os gostos:

Pré night – é no Lalá – no Rio Vermelho um mix de galeria de arte, restaurante, tudo numa pegada bem alternativa, não deixe de tomar um Aperol Spritz e comer mini hambúrguer com batata doce frita! O atendimento é feito pelos próprios donos, e isso deixa local ainda mais charmoso.

Club – San Sebastian – a noite que ferve em Salvador é esta, o club é gay, mas, facilmente são encontrados casais héteros na pista, devido a boa música. House music comercial e até funk carioca no fim da noite.

Pra conhecer salvador se arrepiar, é imperdível o Museu do Ritmo – a casa de shows foi criada por Carlinhos Brown e hoje abriga e recebe grandes nomes da música baiana. No dia que fui tinha show do Brown e de Ellen Oléria – uma mega produção digna de musicais da Broadway. A energia deste lugar e festa é indescritível só indo pra conferir.

IMG_0468

Fui também a outra festa no Pelourinho chamada Pipoca Moderna, esta festa aconteceu numa quarta feira e estava lotada, show de Saulo – banda Eva e Elza Soares, entre outros. Estas festas paralelas que acontecem, são super recomendadas pelos nativos, e podem ser encontradas no site ticketmix para visualização do evento ou compra de ingresso. Dica: Vale a pena comprar antes pelo site. Confiar em cambista é complicado.

Praias:

> Para tomar banho com tranqüilidade e praticar stand up peadle – Farol da Barra – uma delícia, e com serviço de bar na areia. – Mar tranqüilo.

> Para surfar, nadar, correr, caminhar etc – Praia do Flamengo – Barracas famosas como a da Pipa e do Loro são os points mais badalados. – Mar agitado.

> Para conhecer e se apaixonar – Praia do Forte – de cara nos remete à Rua das pedras em Búzios, lugar repleto de lojinhas e restaurantes bacanas, bem como é a sede do Projeto Tamar – de fato, imperdível. – Faixa de areia pequena, vale mesmo a bossa do local e os restaurantes, sorveterias, cafés e lojas.

IMG_0469

Praia do Forte.

Do mais, Salvador é pura história, fé, religiosidade e magia. Andar sem rumo pelo pelourinho é um deleite sem precedentes, apreciar a arquitetura e os costumes locais, bem como tomar suco de limão com côco por ali, nos faz apaixonar ainda mais. Visitar a sede do Olodum o Elevador Lacerda e etc…

IMG_0471

Elevador Lacerda.

Informação importante: Salvador tem um táxi bem caro, prepare uma grana para o deslocamento. O transporte público é sofrível e demorado. Lá existem taxistas que rodam no taxímetro e com tabela de preços – atente a isso, porque os últimos costumam ser mais caros.

Por fim, desejo Axé pra você meu pai!

Oxeeente, carnavalize!

Hector.



Deixe seu comentário!

Nome obrigatório

Website